O IPSmart traz o que há de mais novo sobre CFTV, Redes IP , Axis, Huawei e muito mais!

Banner ebook
November 7, 2018

O que são Switches gerenciáveis e não gerenciáveis

O switch é um dispositivo de rede desenvolvido para interligar as conexões dos equipamentos e transmitir seus dados.

O gerenciamento de uma rede é um aspecto de grande importância para qualquer projeto IP, seja ele para monitoramento de câmeras, Vídeoconferência ou uma rede de comunicação interna (LAN). Porém, para que este gerenciamento seja eficaz (principalmente para projetos empresariais) são necessárias algumas ferramentas como o cabo de rede, conectores PoE e o Switch.

Switch

O switch é um dispositivo de rede desenvolvido para interligar as conexões dos equipamentos de uma rede, ou seja, quando por exemplo um computador precisa se conectar a diversas câmeras de vigilância IP o switch realiza a função de encaminhar todos os dados transmitidos das várias câmeras para este computador.
Por existirem diversas possibilidades de configurações e projetos, geralmente os switches são categorizados pela quantidade de portas onde quanto maior o número, mais equipamentos podem ser interligados. Porém, ao pesquisar um switch também será necessária a atenção na quantidade de dados em tráfego que o dispositivo consegue suportar ao mesmo tempo, pois, uma câmera com resolução HD consome menos tráfego do que uma câmera com resolução 4K.

Gerenciável x Não Gerenciável

A grande diferença entre estes dois tipos de switches está no tamanho do projeto em que eles serão utilizados. Um switch gerenciável contém recursos superiores a um switch não gerenciável pois neste dispositivo é possível controlar alguns aspectos da rede que são importantes para a economia e segurança dos dados. Um switch gerenciável permite priorizar os dados mais importantes e transferi-los com maior velocidade, e geralmente, o dispositivo contém interface gráfica permitindo que o usuário monitore os dispositivos que estão em sua rede através do protocolo SNMP.

Além disso, um switch gerenciável pode isolar o tráfego de rede e segmenta-lo para diferentes finalidades, por exemplo, em uma empresa é possível segmentar os dados entre departamentos.

Um switch não gerenciável é um equipamento menos robusto e consequentemente mais simples, ou seja, ele funciona como um dispositivo plug-and-play de fácil instalação e direcionamento de tráfego. Porém, como este dispositivo não contém as configurações mais avançadas como antecessor, o dispositivo é indicado para pequenas redes domésticas e/ou empresárias.

Um switch não gerenciável não necessariamente pode suportar menos dispositivos do que um switch gerenciável, pois o mesmo podem ser encontrado com configurações para suporte de tráfego e portas superiores a um switch gerenciável e em muitos casos em preços inferiores.

Existem diversas vantagens e desvantagens nos dois tipos de switch, e cabe ao consumidor verificar qual dos dois tipos suporta as necessidades de seu projeto.