O IPSmart traz o que há de mais novo sobre CFTV, Redes IP , Axis, Huawei e muito mais!

Banner ebook
February 13, 2019

Lentes e Sensores - Entendendo seus formatos e aplicando a projetos CFTV

Neste artigo detalhamos as principais características de lentes e sensores mostrados nos principais datasheets de câmeras IP

Como sabemos existem diversos tipos de projetos CFTV e entre eles podemos destacar a proteção de perímetro, LPR, controle de acesso e investigação forense como seus principais tipos buscados, porém, além dessas inúmeras ramificações, cada um destes projetos podem ser aplicados em diversos ambientes de monitoramento, gerando múltiplos tipos de equipamentos e configurações.

Essa quantidade diversificada de equipamento no mercado CFTV pode se tornar um grande problema para um profissional que não têm experiencia na área, por isso, neste artigo vamos detalhar dicas para encontrar o equipamento correto e evitar custos desnecessários através das definições de distância focal, formatos de lente e sensores.

Distância focal

A distância focal define o ângulo de visão de captura de uma câmera onde quanto menor o número de distância focal, maior será a abertura da lente. No mercado CFTV, esta configuração é geralmente classificada por milímetros, onde por exemplo, uma distância de 50 mm contém mais abertura do que uma distância de 200 mm conforme a imagem abaixo:

Ainda, estas lentes podem ser classificadas em dois tipos: as fixas e as varifocais.

Conforme destacamos no seguinte artigo, a principal diferença entre os dois tipos é a classificação da distância focal, onde no primeiro exemplo, o nível de distância é fixo, ou seja, se a lente estiver classificada como 28mm a mesma só suportará este ângulo.

No segundo caso, as lentes varifocais são encontradas no mercado com o seguinte tipo de definição 50-200mm e podem ser ajustadas dentro do ângulo definido, ainda, a diferença entre a distância focal mínima e máxima é o resultado da quantidade de zoom que a lente varifocal fornece.

Sensores

Basicamente, quando falamos de sensores de imagem podemos citar os dois principais tipos que são o CCD (Charge-Coupled Device) e CMOS(Complementary metal-oxide semiconductor). Este dispositivo encontrado em câmeras com tecnologia digital é responsável pela captação da luz da imagem, a maior diferença entre o CCD e CMOS é que o primeiro é compacto e utiliza uma tecnologia menos robusta, na qual é ideal para equipamentos domésticos enquanto o segundo modelo de sensor é indicado para câmeras profissionais.

A definição final da imagem captada pela lente é influenciada pela quantidade de pixels que o sensor de imagem capta, quando maior a quantidade melhor será a definição.

Tamanho dos sensores de imagem

O fator de medição para melhorar a qualidade de gravação é a escolha de modelos com sensores maiores, pois os mesmos influenciam diretamente na quantidade de pixels captados. Existem algumas métricas para distinção dos modelos de sensores, veja abaixo:

Sensor - Largura - Altura

1/3 - 4,8mm - 3,6mm

1/2 - 6,4mm - 4,8mm

2/3 - 8,8mm - 6,6mm

4/3 - 18mm - 13,5mm

APS - 22,2mm - 14,8mm

FullFrame - 36mm - 24mm

Como escolher?

Como especificado neste artigo, existem diversas configurações e métricas que podem influenciar na escolha de um equipamento, o ideal é o profissional medir a área de monitoramento para verificar a distância de abertura focal e o zoom mínimo necessário para obter imagens de qualidade para seu projeto.

Os sensores estão relacionados a qualidade da captação da imagem e podem ampliar a abertura de lente e a qualidade de visualização, porém, geralmente sensores como o CMOS de 1/3 E ½ de capacidade são os mais utilizados dentro do mercado CFTV devido ao equilíbrio de resolução, taxa de bits de transmissão e armazenamento. Embora existam sensores com capacidades maiores como o FullFrame, estes são indicados ao mercado de fotografia profissional.