O IPSmart traz o que há de mais novo sobre CFTV, Redes IP , Axis, Huawei e muito mais!

Banner ebook
March 13, 2019

H.264 e H.265 – Qual a melhor opção de compressor de vídeo para meu projeto CFTV?

Enquanto a tecnologia H.264 é comumente encontrada em equipamentos de CFTV, a H.265 é a versão mais recente, trazendo um maior padrão de compressão.

Conforme detalhamos no seguinte artigo, no mercado CFTV existem diversos formatos de compactação de vídeo útilizados com a finalidade de melhorar a transmissão dos dados e racionando o mínimo possível de desperdício de banda.

Este tipo de funcionalidade fornecida pelos principais padrões de compactação pode ser útil principalmente quando a escala do projeto for maior, pois equipamentos com compatibilidade à padrões de compactação de vídeo, como por exemplo, o H.264 ou o H.265, fornecem as imagens com o mesmo tipo de resolução aos equipamentos que não possuem esta funcionalidade e com o tamanho de dados de transmissão muito menor. O resultado disso é a economia com Switches, banda, bitrate, armazenamento e consumo de dados.

Enquanto a tecnologia H.264 é a mais comumente encontrada em equipamentos de CFTV, a H.265 é a versão mais recente, trazendo um maior padrão de compressão.

Porém, por mais que a tecnologia H.265 seja mais recente e consequentemente superior ao H.264, pode ser que ela não seja ideal para seu projeto por alguns motivos.

Diferenças

O H.264(MPEG-4) é um padrão de conversão utilizado na maioria das câmeras de CFTV do mercado, foi lançado no ano de 2003 e é a evolução direta do MPEG-2 / H.263 com o objetivo de se adaptar a qualquer tipo de projeto e conter a melhor redução da taxa de bitrate em comparação com a versão anterior. O padrão H.264 divide a imagem em pequenos blocos e utiliza um algoritmo de análise e compactação para verificar quais cores que se repetem dentro destes blocos da imagem e assim raciona a quantidade de dados.

O H.265 é a evolução direta do H.264 e até o momento, utiliza de tecnologias recentes e mais avançadas para melhorar o desempenho de compressão em relação ao seu antecessor chegando em até 35% de menos bytes em sua redução. Este padrão é evoluído a partir da tecnologia do seu antecessor e divide a imagem em blocos, porém desta vez, os blocos podem possuir diversos tamanhos e a análise de compressão foi melhorada permitindo que resoluções como 4K ficarem mas acessíveis perante a transmissão de dados.

Qual o melhor padrão para o meu projeto?

O ponto-chave para a resposta desta pergunta é o “processamento”, justamente por ser a versão mais recente e consequentemente comprimir melhor o vídeo, o H.265 consome maior processamento do transmissor e reprodutor de vídeo já que seu algoritmo é muito mais robusto.

Em grande escala é possível que a utilização deste padrão possa descongestionar a rede de transmissão porém aumentar o processamento de placas de vídeo enquanto o H.264 possui uma forma de processamento mais fácil que integra bem aos equipamentos fornecidos até os dias de hoje.

Desta forma, para fazer a escolha correta o profissional deve analisar qual tecnologia é mais eficaz e econômica para seu objeto.

Ainda, é importante enfatizar que existem outros recursos de compressão que podem vir embarcados em câmeras e que não necessariamente vão consumir processamento de outros equipamentos, tornando-se uma opção considerável. Um bom exemplo deste tipo de recurso é o “ZIPStream” das câmeras Axis. Veja um pouco mais deste recurso no seguinte artigo.